Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Artigos

  12/06/2018 
PE. BRENDAN COLEMAN MC DONALD

Papa Francisco sobre Sacerdócio Feminino na Igreja Católica

 

 

Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald

Na coletiva de imprensa concedida no voo de regresso da Suécia para Roma (01/11/2016) um jornalista perguntou Sua Santidade: “É realista pensar em mulheres sacerdotes na Igreja Católica, nas próximas décadas”? O Papa respondeu que “sobre a ordenação de mulheres na Igreja Católica, a última palavra é clara, foi dada por São João Paulo ll e permanece”. Continuando a conversa o Papa disse: “as mulheres podem fazer muitas coisas melhor do que os homens” e questionou; “O que é mais importante na teologia e na mística da Igreja: os Apóstolos ou Maria no dia de Pentecostes”?  No dia 22 de maio de 1994 o Papa São João Paulo ll escreveu a carta apostólica Ordinatio Sacerdotalis sobre a ordenação sacerdotal reservada apenas aos homens. Nesse texto, o Papa Wojtyla assinala que “a ordenação sacerdotal, pela qual se transmite a missão, que Cristo confiou aos seus Apóstolos, de ensinar, santificar e governar os fiéis, foi na Igreja Católica, desde o início e sempre, exclusivamente reservada aos homens”.

O Papa São João Paulo ll também escreveu na sua Carta Apostólica: “Para que seja excluída qualquer dúvida em assunto da máxima importância, que pertence à própria constituição divina da Igreja, em virtude do meu ministério de confirmar os irmãos, declaro que a Igreja não tem absolutamente a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres, e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis da Igreja”.

O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Dom Luís Ladaria, apresentou no dia 29 de maio, próximo passado, uma entrevista ao jornal L’Osservatore Romano sobre o caráter definitivo da doutrina da “Ordinatio sacerdotalis”. O Prelado ao recordar os mandamentos do Senhor, falou que devemos conhecê-los bem e também segui-los para que possamos ser cada vez mais enraizados em Cristo. Falando sobre o sacramento de ordem Dom Ladaria disse que “se trata de uma verdade pertencente ao depósito da fé” e apresentou o porquê a Igreja não tem autoridade de ordená-las. Porém, há pessoas que afirmam  para dizer que não é definitivo, argumentando que não foi definido ex cathedra e que, então, uma decisão posterior de um futuro Papa ou Concílio poderia mudar o conteúdo de “Ordenatio Sacerdotalis”.

Segundo Dom Luís Ladaria: “Semear estas dúvidas cria uma séria confusão entre os fiéis, não apenas sobre o Sacramento da Ordem como parte da constituição divina da Igreja, mas também sobre o magistério ordinário que pode ensinar a doutrina católica de maneira infalível”. O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé explica porque a Igreja não pode mudar a doutrina. “A Igreja não tem capacidade de mudar essa substância, porque é precisamente a partir dos sacramentos instituídos por Cristo que ele é gerado como Igreja. Não é apenas um elemento disciplinar ou social, mas um elemento doutrinário, no que diz respeito à estrutura dos sacramentos, que são o lugar original do encontro com Cristo e da transmissão da fé”. Portanto concluiu o prelado: “não estamos diante de um limite que impeça a Igreja de ser mais efetiva em sua atividade no mundo”. Não é uma questão de machismo ou feminismo, Jesus amou as mulheres, a protegeu e salvou, mas não ordenou nenhuma delas, nem mesmo a sua Mãe Santíssima que participou da ordenação conferida aos Apóstolos.

Em sua Exortação Apostólica “Evangelii gaudium”  de 2013 o Papa Francisco reafirmou que “o sacerdócio reservado aos homens, como sinal de Cristo esposo consagrado na Eucaristia, e chamado a não interpretar esta doutrina como expressão de poder, mas de serviço, de modo que se perceba melhor a igual dignidade de homens e mulheres no único corpo de Cristo” (No.104). Segundo Prof. Felipe Aquino da Editora Cléofas: “Se a doutrina segunda a qual a Igreja não tem faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres, proposta como definitiva na Carta Apostólica “Ordinátio sacerdotalis”, deve ser considerada pertencente ao depósito da fé”.

 

Última atualização: 12/06/2018 às 09:50:47
 

Notícias Relacionadas

29/05/2018    Corpus Christi
02/05/2018    São Felipe e São Tiago Menor
30/04/2018    O Mês de Maria
24/04/2018    56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil
17/04/2018    Pinceladas da Exortação Apostólica “Gaudete et Exultate”
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente este artigo

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

Rua Felino Barroso, 405 -  Bairro de Fátima  •  CEP: 60050-130  •  Fortaleza - CE
Caixa Postal 126 / 60001-970  •  Fone/Fax: (85) 3252-4046

  www.igenio.com.br