Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Outras Notícias - CNBB Nacional e Arquidiocese de Fortaleza

  05/02/2018 

“O Seminário vai fazer com que vocês renasçam a partir do evangelho”, disse dom Pastana aos 12 vocacionados que ingressaram no Propedêutico

Dom Pastana com o padre Luciano e os vocacionados. (Foto: Michelly Santos)

 

Na manhã deste sábado, 3 de fevereiro, dia em que a Igreja celebra São Braz, a diocese de Crato acolheu doze jovens vocacionados que ingressaram no Seminário Propedêutico. A missa foi presidida por dom Gilberto Pastana e concelebrada pelo reitor, padre Cícero Luciano Lima, na capela da casa de formação, dedicada a São João Paulo II, localizada em Crato.

O bispo falou aos seminaristas que a experiência vocacional deve ser progressiva, não no sentido de se ter como primeiro objetivo o querer ser padre, mas de serem, principalmente, fiéis seguidores de Jesus. “O ser padre é consequência do fazer-se discípulo do Senhor. A primeira preocupação que você têm que ter é de ser cristão de verdade, fazer essa experiência do seguimento de Cristo. O seminário é o local para moldarmos a nossa vida e coração de acordo com o coração de Jesus”, disse.

Sobre o período de formação, dom Pastana disse que ele propicia um renascimento a partir do evangelho de Jesus Cristo, sendo todos convidados a, em cada ano, dar um passo de qualidade na caminhada vocacional, deixando-se moldar pelo próprio Jesus. “A caminhada vocacional é segui-Lo. Vocês não são, serão feitos. O seminário vai fazer com que vocês renasçam a partir do evangelho”, afirmou.

Refletindo o evangelho do dia (Mc 6,30-34), dom Gilberto ainda destacou que os vocacionados devem estarem abertos ao diálogo com o reitor, como os discípulos tiveram com Jesus. “Neste período vocês devem contar tudo ao formador, que in persona Christi, ou seja, exerce a missão na pessoa de Cristo. A pastoral agora é trabalhar a sua vocação, sua personalidade, caráter, seus sentimentos, suas alegrias, tristezas, dificuldades para que essa seja uma época de discernimento e opção. Se não mostrarmos o que somos agora, mostraremos depois e depois pode ser tarde demais, depois não teremos a possibilidade de nos curarmos, nos adequarmos àquilo que a Igreja quer e pede de nós”, orientou.

O bispo ainda disse que a formação no seminário deve ser também um tempo para compreender os mistérios de Deus que não vem só dos estudos, mas também da vida missionária, no meio dos pobres.

A partir de agora, os vocacionados a vida sacerdotal passarão por um ano de formação no propedêutico onde serão trabalhadas as dimensões comunitária, humano- afetiva, pastoral, acadêmica e espiritual.

Por: Jornalista Patrícia Silva (MTE 3815/CE)

 

Fonte: Diocese de Crato
Última atualização: 05/02/2018 às 16:47:52
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

Rua Felino Barroso, 405 -  Bairro de Fátima  •  CEP: 60050-130  •  Fortaleza - CE
Caixa Postal 126 / 60001-970  •  Fone/Fax: (85) 3252-4046

  www.igenio.com.br