Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Notícias

  09/08/2017 
DIOCESE DE TIANGUA

Santa Sé sobre migração: abrir vias de acesso legais e seguras

“A primeira medida a ser adotada para combater o tráfico de migrantes seja a abertura de vias de acesso legais e seguros mediante políticas e leis objetivas e perspicazes. As políticas migratórias restritivas muitas vezes contribuíram para aumentar a oferta de caminhos alternativos de migração.”

É o que afirma o subsecretário da seção migrantes e refugiados do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, Pe. Fabio Baggio, numa entrevista publicada pelo jornal vaticano “L’Osservatore Romano”.

Pe. Baggio explica que a vontade do Papa Francisco é “assistir as Conferências episcopais e as dioceses no desenvolvimento de respostas pastorais adequadas aos desafios migratórios do nosso tempo mediante a oferta de informações confiáveis, a produção de avaliações científicas e reflexões teológicas sobre questões de competência e através da a formulação de diretivas e programas”.

Também em relação aos migrantes, o “Papa Francisco muitas vezes evocou a necessidade de promover a cultura do encontro em contraposição à cultura da indiferença e do descarte”.

Segundo o sacerdote, “além de ser um dever, o acolhimento ao outro, ao forasteiro, do diferente, representa para todo cristão uma verdadeira oportunidade de encontro íntimo e pessoal com Deus, presente na pessoa acolhida”.

“Para as comunidades paroquiais trata-se de uma verdadeira oportunidade para viver a catolicidade da Igreja, na qual todos os batizados podem reivindicar o direito de cidadania. Para todos os cristãos trata-se de uma verdadeira oportunidade missionária, uma ocasião providencial para testemunhar a própria fé mediante a caridade”, acrescenta.

Reconhecendo “o generoso esforço feito até então por tantos atores internacionais e também pela Igreja católica com a finalidade de assegurar a paz a territórios que foram martirizados pelas guerras nas últimas décadas”, Pe. Baggio observa que “jamais se deve perder o ânimo e que é preciso continuar insistindo sobre o diálogo entre as várias partes. É preciso trabalhar assiduamente para costurar feridas antigas e reconciliar ânimos devastados pelo rancor”.

“Muitas vezes o caminho do diálogo não é o mais curto, mas indubitavelmente é o único que pode garantir uma paz sustentável”, conclui o subsecretário da seção migrantes do referido Dicastério vaticano.

Por Rádio Vaticano

Fonte: www.diocesedetiangua.com.br
Última atualização: 09/08/2017 às 11:21:19
 

Notícias Relacionadas

23/10/2017    Francisco: o cristão deve olhar para o futuro com Deus, para viver em plenitude
20/10/2017    Presidência da CNBB se encontra com o Papa no Vaticano
20/10/2017    21ª Romaria das Comunidades Negras aborda resistência contra exclusão social
19/10/2017    Vaticano desmente rumores sobre morte de Bento XVI
18/10/2017    Arquidiocese de Ribeirão Preto sediará Seminário Acordo Brasil–Santa Sé
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

Rua Felino Barroso, 405 -  Bairro de Fátima  •  CEP: 60050-130  •  Fortaleza - CE
Caixa Postal 126 / 60001-970  •  Fone/Fax: (85) 3252-4046

  www.igenio.com.br